domingo, 19 de junho de 2011

FESTIVAL VOZES DO JACUÍ!!


   


      Este final de semana ocorreu na cidade de São Jerônimo, RS, o festival VOZES DO JACUÍ, onde estivemos com duas composições, VISITA (Rômulo Chaves\Robledo Martins) e O MOURO DA ORELHA ATORADA (Rômulo Chaves\Everson Maré).
     Eu não pude estar no festival porque estou numa crise aguda de sinusite, renite e tudo quanto é ite que existe... passei a manhã de domingo no hospital... mas, logo, vou peregrinar o Rio Grande de novo.
      Gostaria de agradecer, de maneira muito especial, ao Robledo e ao Maré por acreditarem no verso que faço, nas coisas simples que escrevo e, principalmente, pela credibilidade que referem à temática dos mais humildes, como era o tema de ambas as composições defendidas por lá.
      Também quero agradecer muito os comentários da Aline Ribas, pela rádio Terra Gaúcha, os quais tive a oportunidade de ouvir e me orgulhar muito, pois, publicamente, vi reconhecido, talvez até mais do que mereça, o meu trabalho enquanto letrista.
       Obrigado Aline por ver nos meus versos a vontade grande de contar as histórias, de falar do cotidiano, de valorizar os amigos, de surpreender o tempo e, com toda certeza, de buscarmos sempre a emoção, de um jeito ou de outro!! É, para mim, um grande compromisso ouvir comentários públicos do jeito que tu referiste, pois, agora, o comprometimento aumenta, mas, para honrar os amigos, iguais vocês, é um compromisso que vou levar com o maior orgulho e felicidade do mundo!!!!

video
       Quanto ao resultado, aconteceu assim:


Melhor Tema sobre a Cidade de São Jerônimo: MATE DE ESTRIBO (RODRIGO BARRETO\WILSON VARGAS) interpretada por Leonardo Gonçalves.

Melhor Instrumentista: DOUGLAS MENDES  (música Sou Produto do Campo - violino)

Melhor Intérprete: ROBLEDO MARTINS\EVERSON MARÉ (música O Mouro da Orelha Atorada)

Música Mais Popular: ABA LARGA (ADRIANO STEFLER) interpretada por Leonardo Gonçalves

Terceiro Lugar: A FLOR, O BEIJA FLOR E O ESPINHO (VAGNER PIZOLOTTO\SÉRGIO ROSA) interpretada por Adams César

Segundo Lugar: A PEDRA (SEVERINO RUDES MOREIRA\ZULMAR BENITES) interpretada por Cristiano Quevedo e Juliano Moreno

Primeiro Lugar: O MOURO DA ORELHA ATORADA |(RÔMULO CHAVES\EVERSON MARÉ) interpretada por Robledo Martins e Everson Maré.

LANÇADO O CD DO CANTO DOS ERVAIS!!




     No último sábado, nas dependências do CTG Sinuelo da Querência, foi lançado o CD do Canto dos Ervais, o primeiro da história, e, com certeza a realização de um grande sonho!!
     Sentimos falta da Luana, que esteve conosco nos momentos mais importantes do evento, mas, infelizmente, no dia do lançamento do primeiro disco e registro do festival, não pôde vir... mas a ela, estendemos nossa mais singela e carinhosa menção!!
      A noite foi maravilhosa, com uma bóia véia pra lá de ajeitada, um bifê de sobremesas e um lote de amigos buenos que estiveram conosco, deixando seu abraço!!
      Também aconteceu o show da palmeirense Alana Moraes, com "Gabriel Selvage". O Gabriel estava singularmente emocionado, pois, foi no canto dos ervais que ele começou sua carreira, foi destes colhidos na lua certa... cancheado de versos e, agora, inunda a alma das pessoas com seu violão de toque refinado. A Alana nunca tinha feito um show dela, em Palmeira, que é sua terra... já tinha feito barzinho, mas sabemos que não é a mesma coisa, e ela foi às lágrimas no palco. Também é filha do primeiro campeão do carijo, Aurélio Moraes, e, diga-se também que o Aurélio, seja com seus alunos, ou com sua neta Sara, está no canto dos ervais desde a primeira edição do evento, nunca faltou!!
       Quanto à comissão organizadora, à exceção da Luana e do Ricardo, sendo o que o Ricardo teve problemas com a saúde dos filhos... estavam todos lá, imensamento felizes!! Mas, gostaria muito de pedir a todos para exercitar o agradecimento na pessoa do presidente do festival sr. Érico Veríssimo de Almeida.
        O seu Érico tem consigo uma dinâmica pessoal maravilhosa, agregadora, e de muita liderança positiva, o que dá a tônica de todos integrantes da comissão organizadora, mas isso até nem é o mais importante, o melhor de tudo é que o seu Érico personifica toda humildade que o canto dos ervais possui, sendo consciente de que é, ainda, um festival pequeno, mas, também consciente, de que, mesmo o palco mais humilde é importante, é necessário e valorizado!! O cd tem uma grande aposta, com seis (6) vagas para infanto-juvenis, que vêm das categorias mirim e juvenil, mesclando-se ao jeito mais experiente da linha livre.
      Eu sou muito grato a Deus, que me permitiu trabalhar ao lado destes amigos tão queridos e tão especiais, com os quais, sonho em deixar uma semente potencialmente importante no solo palmeirense da cultura!!

quarta-feira, 15 de junho de 2011

RENITE VÉIA GRAÚDA!!!

  Tcheeeee... gente.... que coisa mais horrível, tô tendo dias e noites lobunas e insônias, por conta da renite, que, na verdade, é um mal que afeta várias pessoas, mas este ano, tive uma crise muito forte.
  Estou tendo, na verdade, uma crise muito forte... e, pra não ficar pra trás, resolvi fazer uma homenagem em verso pra ela, pra ver se ela se contenta e vai embora!! Hahahahaha
  E o blog tá muito sério tb... tem que ter umas descontrações!!! Abraço a todos e cuidado com ela... a renite!!! ahahahaha

PRA MINHA RENITE VELHA!!

Mas que velha parceira
Que me conhece os silêncios
Eu te odeio em pensamento
E tu me arrebata, caborteira!!
É a flecha mais certeira
De um friozito que insiste
Em deixar um tanto triste
O versejador pampeano
No tranco mais aragano
De uma traiçoeira renite!!

Meus mates andam solitários
Só tu tens mateado comigo
Me fugiram os amigos
Fechou janela, o vizindário...
É que talvez, o cenário
Que meu rosto proclama
Seja uma figura que derrama
A lágrima da companheira
Essa renite missioneira
Que me faz amigo da cama!!

É brabo, mas vamos indo
Meu sorriso já vai gasto
Na verdade, ando de arrasto
Apenas vulto, prosseguindo
Enquanto tu, ficas te rindo
E, talvez, por ciumenta
Trouxe o som da tormenta
Pra vir morar em meu ouvido
Te adonas de meus sentidos
Assim, ninguém te agüenta!!

Fica, na cabeça, martelando
Momento infindo de dor
Me vejo perdendo o valor
Contigo me atormentando
Enquanto, vou tentando
Te fazer frente, te matar
Tu pareces me aprisionar...
Vou perdendo a alegria
Nos braços da alergia
E dez rios no meu olhar...

Mas sou taura, e não é nada
Dia destes, tu vais embora
E eu vou sorver auroras
Com o sol destas estradas
Vou seguir nova jornada
Voltar a ver muita gente
E matear com outros viventes
Sabedor que, a qualquer dia
Tu renite, velha bravia
Podes voltar novamente...

(Rômulo Chaves)

sábado, 11 de junho de 2011

MAIS UM GRANDE ÁLBUM!!!!


     APURATE JOSÉ e chama PEDRO CANOERO pra te dar uma mão e chegar nas melhores lojas, onde possas comprar o disco que celebra 30 anos de carreira de RAÚL QUIROGA!!!
     Apurate José e Pedro Canoero são algumas das obras que constam deste brilhante trabalho, que afirma-se como um elo de ligação entre os gaúchos que somos e los gauchos que, iguais a nós, amam o chão onde nasceram e a pátria larga, mãe de três bandeiras e só um povo, num mesmo canto, num mesmo sentimento, onde a liberdade da arte nunca ergueu fronteiras!!!
     Tenho muita alegria e felicidade de estar numa faixa deste disco que traz a marcante trajetória de um grande campeão dos festivais, um cantor sem fronteiras, que já dedica 30 anos ao resgate e afirmação cultural do nosso povo gaúcho!!!
     O Cd pode ser comprado autografado pelo site http://www.raulquiroga.com.br/
     Fica minha indicação também, para uma visita ao site que está feito com muito carinho e respeito aos que gostam da arte nativa, sendo que, é muito importante que se diga que, no site, encontra-se também todo o caminho para contato e contrato de Raul Quiroga!!!
    

domingo, 5 de junho de 2011

REPONTE DE SÃO LOURENÇO!!!!


  Tcheeeee.... meu pai realizou um sonho antigo, nesta noite, madrugada de segunda-feira... vou lhes contar a história, ainda que de forma breve.
   Um certo dia, no almoço na casa da mãe, silêncio como é de costume, e meu pai, do nada, me diz o seguinte: TENHO UM SONHO DE TE VER PREMIAR, COM QUALQUER PREMIOZINHO, QUALQUER COISA QUE SEJA, EM DOIS FESTIVAIS, UM DELES É O REPONTE...
     Hahahahahaha que compromisso hein?! Passar na triagem do reponte já é algo bastante difícil... mas, este ano, chegou à nossa família, um irmão novo, destes que o verso vai garimpando e a estrela da música guia até o caminho onde a arte vai nos irmanar... NILTON JR. trata-se de um compositor único, de grande sensibilidade, excelente cozinheiro e um baita amigo!!! Que orgulho de estar com meu verso na alma musical deste talentoso cidadão de Santo Antônio da Patrulha!!!
      Dessa maneira, demos vida para NO MAR DOS TEUS OLHOS, que me brindou, particularmente, com a voz da comadre ANALISE SEVERO, uma das maiores cantoras que já vi, contando todas as cantoras que existem, nativistas ou não... e que, até o momento, nunca havia cantado um poema meu. Mas que alegria foi esse momento, que coisa linda ver o carinho com que a obra foi levada ao coração das pessoas!!!
     No resultado, tivemos a felicidade de premiar, e realizar o sonho do seu Chaves, que também era meu, que é nosso, trazendo para o olhar madrugueiro desta segunda-feira, um ar especial... marejado... salgado e doce... destes que mostram que a vida toda, a poesia toda e a melodia do universo são capazes de trazer ondas de emoção para qualquer mar, fazendo querência  NO MAR DOS MEUS, NO MAR DOS NOSSOS, NO MAR DOS TEUS OLHOS....


Melhor tema litorâneo: No Mar dos teus olhos
Melhor poesia: Outono dos Sentidos (Jaime Vaz Brasil)
Melhor arranjo instrumental: No Mar dos teus olhos
música mais popular: Domingueira (Adão Quevedo)
segundo lugar da linha campeira: Domingueira (Adão Quevedo)
segundo lugar linha livre: Céu de Purpurina (Vaine Darde/Osmar Carvalho)
Primeiro Lugar linha livre: Como lo siento (Frederico Viana)
Primeiro Lugar Linha Campeira: La Mandinga (Gustavo Brasil/Juliano Javoski)


TROPILHA CRIOULA DO CANTO NATIVO!!!


   Neste final de semana, estivemos na cidade de São Borja acompanhando o festival tropilha crioula, onde fomos muitíssimo bem recebidos, bem assim, o festival contando com obras de grande valor e destacando a renovação do movimento dos festivais, com o surgimento de muita gente nova, em todas as áreas, desde o canto até o verso.
    Pude conviver e aprender muito, especialmente com dois amigos recentes que são de um valor singular, Moacir D´ávila Severo e Silvio Genro, que, além de serem muito especiais no manejo com sua arte e a de seus amigos, colegas e público, são figuras de uma simpatia singular!! 
     O Silvio ainda me deixou o disco dele... vim ouvindo na viagem e é MARAVILHOSO!!! 

      Um grande abraço a São Borja, aos amigos do CTG, Sartori, Nídia, Idiacui, Jeder e família ( o filho do Jeder tem um talento enorme para a arte tb; foi desenhista da logomarca do evento), prof. Vanildo e família e por aí vai.. uma gama imensa de amigos muito especiais!!! 
       Contem comigo sempre!!!!